5.1.09

Mistério Resolvido

Todas as noites à mesma hora lá estava ele. O passeio habitual do cão era a desculpa que escondia uma atitude um tanto suspeita. Ao telemóvel sussurrava palavras que não se compreendiam. Quando estas eram perceptíveis e ele se apercebia, rapidamente fugia do caminho. A cabeça com os poucos cabelos grisalhos só se levantava para dizer um fugaz "Boa noite". Um sorriso tremido e pouco mais. É assim que vejo o meu vizinho do 6º andar de há uns meses para cá. Cada qual na sua vida. Eu a despejar o meu lixo e também na saída nocturna diária, ele com uma atitude que me despertou muita curiosidade.
Não é que eu tenha alguma coisa a ver com a vida íntima dele. Até nem sou pessoa de me meter em tais vidas. Mas as dúvidas deram origem a conversas e apostas por brincadeira. Estaria ele a falar com a amante mesmo à porta do prédio? Será que era UM amante? Era só um telefonema à prima ou à irmã? Estaria o meu vizinho envolvido em grandes redes criminosas? Ou será ele o dono de um luxuoso bordel? Já tudo se dizia e nada de resolver este grande enigma. Eu tinha para mim que ele tinha uma amante. Mesmo aqui, nas barbas da mulher. Quando desciam os três do elevador, ele, a mulher e o filho, pareciam ser um ideal de família feliz que desfilava orgulhosamente o rebento prodígio de sardas e cabelo preto em pé. Mas afinal, "só dentro de um convento é que se sabe o que vai lá dentro".
Hoje, ainda de olhos remelados, de olhar alienado e ouvidos absorvidos pela música que o meu IPOD consumia, entrei no comboio que faz viagem até Lisboa. Levanto levemente a cabeça e eis que me apercebo que o meu vizinho também estava no meu compartimento. Ele não me viu, estava distraído. Eu é que ainda não tinha percebido porquê. A pessoa que me estava a deixar numa lata ensardinhada saíu na primeira paragem, mas o meu vizinho lá continuou. Eis quando de visão completa vejo o senhor enrolado com uma mulher no comboio. Em plena luz do dia. De fácil acesso a qualquer olhar menos desejável. É loira, de cabelos aos caracóis e mais magra que a respectiva mulher. Tenho é sérias dúvidas que seja mais simpática. Mistério Resolvido.

5 comentários:

bichinha disse...

wowwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww
o teu vizinho é um malandro!

Joana disse...

"Elementar, meu caro Watson"!

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Oh meu Deus... Maggie, ja me aconteceu quase o mesmo. Tinha uma tia que se queixava das ausencias momentaneas do marido, mas todo o mundo dizia para ela nao se preocupar.
Um dia fui comprar flores algures em Luanda e la estava ele, aos beijos, com outra senhora. Mais magra, mais nova, mais piki...

Aiie...

Beijo meu ♥,

A Elite

An@ disse...

Sua cusca....

:P

Marco Ferreira disse...

O problema agora é se por acaso a vizinha ou alguém conhecido até lê o blog e sabe que é teu ... aí é o que o mistério fica mesmo resolvido.

marinheiroaguadoce a navegar

 

blogger templates | Make Money Online