29.5.07

Ele há coisas...

Na semana passada, acordei com o telefonema de uma das rádios mais conhecidas de Lisboa, a pedir-me que fosse lá fazer um teste de voz. Ainda meia estupefacta, esperei uma semana inteirinha e hoje lá fui eu.
Começo a manhã com uma simpática ida à loja do cidadão, todos se queixam mas ninguém sabe muito bem do quê. Reina a antipatia e a pressa. Depois de ter feito o pedido para os meus documentos e de algumas horas na fila, resolvo dar uma voltinha pelo chiado.
Como os passeios pelo chiado são sempre inesperados, lá fui eu apanhada para a televisão. Simulei um teatro e segui a minha vida. A verdade é que ontem recebi imensas sms de pessoas que me tinham visto na televisão (como é óbvio não vos vou dizer a que horas), parece que fui alvo de publicidade. Não pedem autorização e pior que isso, não pagam!
Dirijo-me entusiasticamente para o meu destino principal, a estação de rádio. Quando lá cheguei juntei 1+1 e percebi o que realmente tinha acontecido. Fui seleccionada, no meio de candidatos que já eram licenciados,não sei bem porquê, a verdade é que eles ficaram completamente boquiabertos com o facto de ali estar. A sensação não foi a melhor, a responsabilidade de um licenciado arranjar um lugarzinho naquilo que gosta de fazer, é diferente da responsabilidade de uma jovem estudante e amante da área. Mas essa foi a emoção que comportou uma estrelinha da sorte.
A verdade é que a vossa corrente blogueira surtiu algum efeito, porque o teste correu muito bem,e a entrevista com o director também.
Ri muito, conheci pessoas novas, tive uma nova experiência (que segundo os licenciados nem sempre é habitual fazerem estes testes, havia inclusivamente licenciados que já tinham estado em muitos sítios e nunca o tinham feito), babei-me ao ouvir os elogios dos licenciados, director e técnico de voz, ouvi pela primeira vez a minha voz em rádio, estive uma semana muito mais preocupada com ela, o que me parece de todo estranho. Mais estranho ainda é dizerem-me que é bonita, melodiosa e grave, quando para mim é tão normal.
Agora é esperar para ver, não sei quando temos resposta, e não estou confiante que vá ficar no lugar, até porque se trata mesmo de trabalhar e não estagiar. Tudo depende da voz.
O privilégio de ter sido escolhida no meio de "Centenas de currículos" como o próprio director me disse, já valeu por tudo.

5 comentários:

Pequenina disse...

Ahh é verdade! Beijinhos beijinhos a todos os meus vizinhos! Hoje é dia do vizinho, pró ano há direito a post ;)

Aramar disse...

E mesmo a propósito aqui está a vizinha para te dar os parabéns pelo êxito do "casting" e desejar-te boa sorte :)

Dalila disse...

oh eu tb kero =( como soubeste disso?

Dalila disse...

desafio-te no meu blog

Pirate disse...

Será que estamos perante uma nova Vox Populi ?

 

blogger templates | Make Money Online